Eletroencefalograma

O EEG ocupacional auxilia no diagnóstico de males neurológicos e da consciência, dando suporte na proteção de trabalhadores que desenvolvem atividades de risco.

Por isso, o exame costuma integrar Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) de trabalhadores que têm em sua rotina atividades em altura, com operação de máquinas perigosas ou com potencial de provocar danos à sua segurança e de outras pessoas.

Limpadores de fachadas de prédios e motoristas profissionais são exemplos de colaboradores que podem se beneficiar da realização periódica de eletroencefalogramas com finalidade ocupacional.

Caso eles sofram de doenças que provocam crises repentinas, como a epilepsia, colocam em risco não apenas sua vida, como a de colegas, clientes e outros indivíduos que estejam nas proximidades.